Grupo DCA

Estratégias de Marketing Sensorial para estimular o desejo de compra no PDV!

A ideia é proporcionar um momento único e prazeroso estimulando os sentidos e influenciando positivamente o desejo de compra.

O marketing sensorial trabalha todos os sentidos do consumidor principalmente no ponto de venda (PDV), o cliente pode tocar, sentir o cheiro, ouvir os sons e experimentar os sabores, criando uma experiência única e prazerosa.

Confira aqui algumas dicas para criar sua estratégia de marketing sensorial para seu negócio:

Visão
Utilizar elementos visuais na cenografia conforme perfil do seu público consumidor pode ativar e quebrar barreiras negativas na percepção visual dos benefícios e qualidade dos seus produtos e serviços.

No marketing setorial, a visão também está relacionada com a forma que o produto está exposto dentro do seu PDV, desde a gôndola, provadores e vitrines.

Para estimular uma experiência visual agradável, vale apostar em uma iluminação equilibrada, mobília harmoniosa, organização, cenários e decorações especiais.

Além disso, o designer diferenciado das embalagens faz toda a diferença no momento de compra, fazendo com que aquele produto seja desejado pelos consumidores.

Olfato
Essências harmoniosas costumam provocar reações imediatas, mesmo que de forma inconsciente. Isso porque os cheiros captados pelos receptores olfativos vão direto para o sistema nervoso central.

Os aromas podem ser utilizados para criar um clima agradável no seu ambiente, que despertem emoções positivas e bom humor nos seus clientes.

O aroma deve ser escolhido através de análises do perfil da marca, público-alvo e seus desejos e necessidades, como em toda campanha de marketing.

Audição
Pela audição também é possível destacar o seu PDV. Trilhas sonoras apropriadas ao contexto da marca e produto também embalam o momento de compra do consumidor.

A música ambiente também precisa se adequar ao público-alvo e estar em um volume ideal pois pode causar agitação e desorientação se não for moderada.

Pode-se explorar também ruídos ou sons que remetem ao produto que está a venda, ou ambiente em que ele se insere.

Paladar
Os sabores ativam a memória. Esse sentido também pode ser aguçado, mesmo nos casos em que não se deseja vender algum alimento. O que vale é tornar a experiência com a marca mais incrível possível.

No ramo alimentício, a regra de ouro é prezar pela qualidade dos produtos. Ter um tempero, uma receita ou um ingrediente especial faz toda a diferença.

Desperte no cliente o desejo de provar seu produto, para estimular a visita ao seu estabelecimento.

Tato
O consumidor adora ver os produtos com a mão. Dependendo do segmento, é importante deixar o produto acessível ao cliente para que possam interagir, tocar, sentir a textura e o peso daquele determinado produto.

Afinal, quem não se sente mais seguro ao tocar no item no qual, em breve, pretende investir? Dessa forma, é possível tornar o produto mais concreto e palpável. Assim, o consumidor sentirá mais confiança ao adquirir aquele produto.

O marketing sensorial pode impulsionar suas vendas através da jornada e experiência em seu estabelecimento.

Sobre 

0 Comentários

Envie um comentário